À Maestria - Destrua seus pontos fracos

Frete Grátis
Código: HSHCDQ8D6 Marca:
3x de R$ 29,96
R$ 89,90
ou R$ 85,40 via Pix
Comprar Disponibilidade: 3 dias úteis Estoque: 50 unidades
    • 1x de R$ 89,90 sem juros
    • 2x de R$ 44,95 sem juros
    • 3x de R$ 29,97 sem juros
    • 4x de R$ 22,48 sem juros
    • 5x de R$ 17,98 sem juros
    • 6x de R$ 14,98 sem juros
    • 7x de R$ 14,73
    • 8x de R$ 13,06
    • 9x de R$ 11,76
    • 10x de R$ 10,67
    • 11x de R$ 9,82
    • 12x de R$ 9,11
  • R$ 89,90 Boleto Bancário
    • 1x de R$ 89,90 sem juros
    • 2x de R$ 44,95 sem juros
    • 3x de R$ 29,96 sem juros
    • 4x de R$ 24,17
    • 5x de R$ 19,62
    • 6x de R$ 16,58
    • 7x de R$ 14,42
    • 8x de R$ 12,80
    • 9x de R$ 11,54
    • 10x de R$ 10,53
    • 11x de R$ 9,71
    • 12x de R$ 9,02
  • R$ 85,40 Pix
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

 

‘A nossa vida é como uma partida de Xadrez. As peças certas nos lugares certos te fazem avançar. As jogadas erradas nos fazem perder peças fundamentais do jogo, mas nos ensinam as melhores lições: este não é o caminho até a vitória.

 
Essas jogadas te colocaram no lugar em que está hoje. Se você não gosta de onde está, não é culpa do universo ou de seres celestiais, seu insucesso deve-se a falta de estratégia, organização e disciplina.
 
Pense nisso: em todo jogo de xadrez, calcula-se os riscos antes de movimentar-se. Ouse em suas jogadas, mas assegure-se de ser o melhor jogador da mesa. Cautela frente a um adversário superior.
 
Pensando nisso, inspirei me no xadrez para criar as artes
deste livro, espero que lhe dê inspiração para movimentar-se com inteligência.’
 

Viva Sua Vida Com Maestria!

QUER DAR UMA ESPIADINHA NO CONTEÚDO ANTES DE ADQUIRIR?

A lógica é bem simples, se você nos segue e gosta do conteúdo, esse livro foi feito especialmente para você! Confira um trecho abaixo.

 

Confira o trecho extraído do primeiro Capítulo.

 

CAPÍTULO I - DESBRAVANDO NOVOS HORIZONTES


...Vou contar a vocês um breve conto chamado: Ilha Deserta.
 
“Você está preso em uma ilha deserta, nessa ilha existe apenas um coqueiro, que é sua única fonte de alimentos, esse coqueiro também lhe dá sombra e abrigo contra a chuva, você tira alimento e água dos cocos. Pode muito bem viver sua vida inteira ali mesmo, existir até o fim dos dias, acomodado a sombra do coqueiro, comendo a mesma coisa todos os dias. Esse coqueiro é enorme, tem madeira suficiente para construir um barco, isso já passou algumas vezes na sua cabeça, mas você tem apenas uma faca sem fio em mãos que é sua única pose no mundo, é possível construir um barco com ela?
 
- É possível, mas vai levar muito, muito tempo, você terá que cortar pequenos pedaços de madeira e construir aos poucos. E você ainda precisa subir todos os dias no coqueiro pegar coco, leva quase o dia todo para subir e pegar os cocos que te alimentam, então você só pode construir no seu tempo livre, o tempo em que não está ocupado buscando os meios para o seu sustento. Se você tentar apressar a construção e ficar um dia sem pegar cocos para construir o barco, nesse dia você dormirá de barriga vazia e passará fome. Todo seu tempo será em função do sonho de construir esse barco, pegar o coco do sustento diário, e no tempo livre construir o meio que irá te tirar desse lugar. Você tem medo de abandonar essa segurança, existem muitos fatores que você não controla, pode ser que você afunde ao tentar sair e depois se dê conta que destruiu seu teto para apostar em um sonho. Se você tem coragem, você só pode pensar em construir um barco forte o suficiente.
 
O local que você tanto deseja está à sua vista, seu objetivo está ao alcance dos olhos, mas você não consegue alcançar com suas mãos, o mar que separa você do seu sonho é agressivo e feroz, e para piorar existem tubarões famintos na água. Da sua ilha você apenas pode ver a festa e fartura que acontece do outro lado, você vê pessoas rindo e dançando ao redor de fogueiras, comendo coisas que você nunca viu na vida, eles parecem tão felizes e parecem saber aproveitar a vida, eles podem ir para qualquer lugar, eles são livres e você está agora agarrado no único casaco que tem para proteger-se do frio. Você observa essas pessoas e fica com raiva, com inveja. Que tipo de justiça é essa onde você precisa subir todos os dias no coqueiro pegar comida, passa frio tendo apenas o básico para sub existir, não pode ao menos descansar porque tem um barco para construir, e enquanto trabalha dia e noite vê essas pessoas que tem tudo esbanjando-se em alegrias. Algumas dessas pessoas, talvez por culpa ou por bondade, tentam atirar alimentos para você, mas você está fora do alcance, toda caridade que elas fazem não chega até você, fica pelo caminho, os tubarões devoram tudo que cai na água. Você olha para praia onde eles estão, e ali tem vários barcos encalhados, alguns até abandonados, os donos os esqueceram a muito tempo, outros morreram deixando seus barcos na areia, qualquer um poderia pegar um desses barcos e vir resgatá-lo, não daria trabalho algum, você seria eternamente grato, talvez a pessoa que viesse se arriscaria um pouco mas ela estaria te salvando. O que pra você é anos de trabalho para ela seria questão de minutos. Ela viria, você pularia no barco e em seguida já estariam ali com os demais aproveitando a vida. A realidade é que você pode gritar o quanto quiser que ninguém virá. O que você precisa entender, é que são poucos os que nasceram nesse continente, a maioria veio de suas próprias ilhas desertas. Essas pessoas também chegaram a praia porque construíram o próprio barco, para elas não existiram atalhos e elas não irão sair do conforto que conquistaram para resgatar você de onde você está.
 
Você precisa levantar cedo, pegar os cocos do sustento e trabalhar no seu barco para que ele seja forte o suficiente para te tirar do lugar onde você não quer mais estar. Você precisa entender que ninguém vai se arriscar nessas águas por você, há quem encontra uma companheira durante essa jornada, alguém que acabou indo parar na ilha da sua vida, obviamente dois construindo o barco é certeza de que será mais rápido mas não certeza que será realmente eficaz. Mas para você e a grande maioria o barco é construído com as próprias mãos e apenas elas, você acaba encontrando alguém após abandonar sua ilha e não há nada errado em buscar seu par apenas quando estiver em um lugar melhor.
 
Sua ilha era suficiente para ser o sustento de um, imagine ela aparece na sua ilha, e vocês terem um filho, há cocos suficientes para todos nessa ilha? Sustentar essa criança, cuidar dela e educar requer trabalho, mais trabalho que você já teve em toda vida. Você terá tempo para construir seu barco se tiver que carregar mais pessoas nele com você?
 
Eu vivi nessa Ilha! Eu construí meu barco rápido demais, cheguei ao meu destino, mas meu barco afundou durante o percurso porque nunca passou pela minha cabeça precisar voltar ao ponto de origem, eu vivi meu sonho mas me vi de volta a mesma ilha e dessa vez sem ter o coqueiro para me abrigar, nem a faca para me proteger, eu tinha apenas minhas mãos. Algumas pessoas tentaram me resgatar mas ficaram pelo caminho. Eu tinha minhas mãos e apenas a areia em minha frente, então eu cavei. Era a única coisa que eu poderia fazer. O caminho foi quatro vezes mais longo, eu precisei cavar por baixo do oceano para chegar ao continente, eu corri risco de tudo desabar e eu poderia ter me enterrado sozinho, houve desmoronamentos ao longo do caminho. As mãos sangraram, eu precisei recomeçar a cavar várias vezes, mas eu dei meu jeito, eu não desisti. Não podia tentar nadar por que havia tubarões na água e eu estava sangrando.
Eu não desisti de sair do lugar que eu não queria estar.
 

Nem você deve desistir! 

Construa os meios que o levarão ao seu destino, dedique seu tempo livre para isso. Não espere o socorro de ninguém. Se o barco afundar, cuidado com os tubarões. Se precisar recomeçar, recomece de um jeito diferente, se desmoronar persista. Tudo está ao alcance do seu esforço. Sua força de vontade determina o lugar para onde você vai. Nem pense em parar de remar, persista! O tempo dedicado a construção do meio é demorado, mas vale a pena para que seja o mais seguro possível.

Um fato curioso, é que algumas pessoas passam a vida inteira construindo seu barco, mas no final não tem coragem para fazer a travessia, outros criam seu barco para que os filhos possam ir para um lugar melhor.
Seja qual for o motivo que te faz querer sair da ilha onde você se isola, tenha certeza que seu barco é forte o suficiente, capriche na construção, não queira lançar-se a água com algo que não está pronto. Seu barco precisa ser forte para aguentar a turbulência, aguentar os golpes dos tubarões. Você leva anos para construir o barco que lhe levará em direção a sua salvação, o trajeto é rápido mas levou anos para construir o meio de chegar até lá."
 
-------------------------------------------------------

Eu quero que hoje você reflita, pegue um caderno ou planilha e trace os seus planos para os próximos seis meses, pense muito e veja o que você está adiando. Eu não quero que você passe mil horas planejando e nunca execute. Quero que você anote os planos para os próximos seis meses, tudo o que você precisa resolver, algum problema de que esteja fugindo, algum sonho que esteja adiando, não precisa ser nada grandioso.

Pode ser uma reconciliação com seu pai ou um amigo, talvez algum erro que você tenha cometido e queira pedir perdão. Se você quer começar a investir, precisa entender logo que você não precisa ter uma fortuna para começar uma fortuna, ela começa do zero. Tudo começa do ponto de partida e esse ponto geralmente é neutro.

 
Você precisa despertar novos interesses para a sua vida:
- O que você quer?
- Por que você comprou esse livro?
- O que você quer aprender?


Escreva quais são as suas metas, o plano é traçar as suas metas, você pode até se estender um pouco além dos seis meses, trace as suas metas do que você quer resolver em você até ter finalizado a leitura deste livro.
 
  •  Você é explosivo? 
  • Fala sem pensar?  
  • É preguiçoso e deixa tudo para depois?
 
Anote tudo o que você quer melhorar ao terminar esta leitura. Eu não posso fazer isso, o único que pode é você mesmo, você é quem tem a chave para o sucesso, eu só vou te indicar o caminho, te guiar até a porta, mas quem tem que entrar é você, trace os seus planos.
 
Quando finalizar os seis meses, tenha metas para um ano, depois dois anos, três anos, um homem sem metas é um homem abandonado.
 
Quando eu construí o meu barco, e

Produtos relacionados

3x de R$ 29,96
R$ 89,90
ou R$ 85,40 via Pix
Comprar Disponibilidade: 3 dias úteis Estoque: 50 unidades
Sobre a loja

J.F Rozza é o autor dos livros Código dos Homens. Em 2012 começou a vender seus livros online como autor independente e logo tornou-se uma editora com mais de 100 mil livros entregues!

Pague com
  • Pix
  • Mercado Pago
  • PagSeguro V2
Selos
  • Site Seguro

JADERSON F DA ROZA - CNPJ: 12.973.424/0002-00 © Todos os direitos reservados. 2022

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa página de Política de Privacidade